Polícia argentina investiga morte de brasileira em elevador e não descarta crime

A polícia da Argentina está investigando a morte da brasileira Ana Karolina Lara Ferreira Fernandez, de 22 anos, em Buenos Aires, no último dia 4. A jovem foi encontrada sem vida em um poço de elevador. As informações são do Uol.

“Neste momento não descartamos nenhuma hipótese: desde um acidente em decorrência de uma falha na porta do elevador, até um ato criminoso. Estamos em plena etapa de investigação”, declarou uma fonte ligada ao caso à agência de notícias argentina Telám.

Conforme a polícia, na noite do acidente, Ana Karolina estava com outras duas pessoas em um apartamento do 13º andar. Um era morador do prédio e o outro era o tenista Juan Ignacio Ameal, namorado da jovem.

De acordo com o depoimento dos rapazes, os três estavam bebendo juntos até o momento em que Ana Karolina teria adormecido e eles a deixaram sozinha, indo para outro cômodo da casa. Logo depois, segundo eles, ambos retornaram para o local onde a estudante dormia e não a encontraram. Em seguida, viram que a porta de saída, que dá diretamente ao elevador, estava aberta.

“Nós queremos saber se a garota decidiu deixar o apartamento de forma voluntária ou se quis fugir de alguma situação. Tudo está sendo analisado ainda e, por isso, a classificação é de morte duvidosa”, acrescentou fonte à Telám.

Ainda segundo a polícia, no apartamento foram encontrados resquícios do que poderia ser de uma droga chamada 2C-B, conhecida como “cocaína rosa”. O juiz do caso também quer ouvir o técnico responsável pela revisão periódica do elevador do prédio para confirmar a falha que teria levado ao acidente.

O corpo de Ana Karolina segue na Argentina esperando a liberação da justiça para que seja transladado à Chapadão do Céu (GO), onde vive a família da jovem. Em nota ao Uol, o Consulado Brasileiro na Argentina diz que ” segue acompanhando a causa e prestando todo auxílio cabível à família”.

Fonte: Uol

« »