Ideb aponta Ensino Municipal como 2º melhor de MS

Os dados do Ideb – Índice de Desenvolvimento da Educação Brasileira – foram divulgados nesta terça-feira (15) pelo Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

A média de 6.6 na rede pública municipal de educação nos anos iniciais conferiu a Costa Rica – MS o segundo lugar em Mato Grosso do Sul, segundo o Inep.

Conforme o Ideb, a média de Costa Rica na Rede Pública Municipal é de 6.6 nos anos iniciais e, nos anos finais, 5.5, o que conferiu ao município o segundo lugar em Mato Grosso do Sul. “Mesmo com esse momento tão delicado, de pandemia, de incêndios, de críticas devido ao período eleitoral, em meio a tanto sofrimento e desgaste, vem as bondades divinas, a proteção de Deus para nos blindar. E essa proteção veio em forma de boa notícia hoje com o resultado do Ideb”, declarou o prefeito de Costa Rica Waldeli dos Santos Rosa em entrevista ao Jornal do Estado MS.

“Para nossa alegria, Costa Rica mais uma vez, é o segundo lugar no Ideb de Mato Grosso do Sul. Essa conquista ela não é do prefeito, ela é da rede municipal de educação, dos professores, dos coordenadores, dos diretores, da zeladora, dos motoristas do transporte escolar, enfim, de todos aqueles que ajudaram junto com os pais e os alunos a termos a segunda melhor rede de ensino do Estado de Mato Grosso do Sul”, afirmou agradecido Waldeli.

Waldeli também comemorou o destaque para a Escola Municipal Joaquim Faustino Rosa que é a quarta melhor instituição de educação de Mato Grosso do Sul, segundo a classificação do Ideb.

“Para um costarriquense que ama essa cidade, que lutou 20 anos pelas políticas públicas de Costa Rica, eu só tenho palavra para dizer aos professores, pais e alunos: Gratidão. E a frase que melhor pode expressar meu sentimento hoje é dizer que eu tenho orgulho em ser costarriquense”, finalizou Waldeli.

Ideb

Medido a cada dois anos, o Ideb é o principal indicador de qualidade da educação brasileira. O Ideb é calculado com base em dados de aprovação nas escolas e de desempenho dos estudantes no Saeb – Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica que avalia os conhecimentos dos estudantes em língua portuguesa e matemática. O índice final varia de 0 a 10.

O índice tem metas diferentes para cada ano de divulgação e também metas específicas nacionais, por unidade da federação, por rede de ensino e por escola. A intenção é que cada instância melhore os índices para que o Brasil atinja o patamar educacional da média dos países da OCDE – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

Fonte: Jornal do Estado

« »