Fundação MT realiza evento online sobre a cultura do algodão

Publicado em: 18/11/2020
Foto: Minuto MT

Os resultados mais recentes das pesquisas sobre a cultura do algodão estão sendo apresentados no Encontro Técnico Algodão realizado de forma online pela Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT.

A qualidade da fibra de algodão produzida nas lavouras do Brasil, a avaliação da safra 19/20 e o manejo da cultura do algodão norteiam as apresentações dos renomados especialistas que fazem parte da equipe técnica do evento. Os desafios da produção de algodão e as oportunidades do mercado nacional e internacional também estão sendo debatidos.

De acordo com Leandro Zancanaro, diretor técnico da Fundação MT, a fibra de algodão produzida pelos cotonicultores brasileiros é referência no mundo, porém há detalhes que precisam ser melhorados. E isso passa por entender melhor a cultura do algodão e suas interações com a estratégia de manejo.

“A safra 19/20 teve condições climáticas com pouca chuva no mês de abril, e chuvas pontuais no mês de maio, assustando inicialmente muitos que trabalham com a cultura do algodão. Mas, no geral foi uma safra boa em relação a produtividade, com frequência elevada de campos com produtividades maiores que nos anos anteriores. A avaliação da safra 19/20 nos traz um aprendizado muito grande para entender a planta de algodão, e ajudar a fazer os ajustes finais para a safra 20/21, que começa com um atraso da cultura de verão (soja) com implicações grandes para a do algodão que ainda vai ser implantado”, avaliou Zancanaro.

Diante deste cenário é que a Fundação MT reúne de forma online desde terça (17) pesquisadores, consultores, agrônomos e analistas de diferentes esferas para difundir tecnologia agronômica dessa cultura que tem alto valor de investimento e tem como principais gargalos para a safra 2020/21 as condições climáticas, a fitossanidade e a rastreabilidade.

“A programação do Encontro Técnico Algodão online contempla assuntos sobre qualidade da fibra produzida pelo Brasil, condições meteorológicas e a influência para a cultura do algodão, cenário e desafios futuros para a cotonicultura, manejo de doenças, plantas invasoras, nematoide Aphelenchoides, bicudo, uso de produtos biológicos na cultura do algodão, ambientes de produção e produtividade. Sabemos que o algodão é uma cultura de alto valor financeiro, alto potencial produtivo e temos que pensar como aproveitar esse potencial do algodão associado ao manejo para dar uma longevidade a esse algodão, seja técnico, seja econômico, ambiental e também em termos de rastreabilidade. O mercado internacional quer entender melhor como o nosso algodão é produzido”, explicou o diretor técnico da Fundação MT.

Participam do evento produtores rurais, agrônomos, técnicos agrícolas, consultores e pesquisadores de todo o Brasil. Eles recebem as informações sobre os resultados de pesquisas, experiências de consultores, conhecem experiências inovadoras na cotonicultura, interagem com os palestrantes e tiram dúvidas diretamente com os especialistas. O evento começou terça (17) e acontecerá até quinta-feira (19).

Fonte: Fundação MT

« »