Fumaça faz com que aeronave retorne a Campo Grande após decolagem

Publicado em: 20/02/2021

Fumaça dentro de uma aeronave da Gol fez com que o piloto retornasse para Campo Grande logo após a decolagem no início da noite desta sexta-feira (19) com destino ao Aeroporto de Guarulhos (SP).

Aeronave retornou à Campo Grande (reprodução)

A empresa informou que a fumaça saiu de um forno localizado na cozinha da aeronave, localizada na parte traseira do avião. Ainda de acordo com a empresa, o caso não é considerado grave e não houve a propagação de muita fumaça dentro do avião. Ainda segundo a empresa, os passageiros mantiveram a calma.

O voo 1157, com destino a Guarulhos decolou às 18h12 do Aeroporto Internacional de Campo Grande e retornou à capital às 18h45, informou a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). O avião estava nas proximidades da divisa entre os dois estados quando retornou.

Todos os passageiros embarcaram em outra aeronave com previsão de chegada em Guarulhos (SP) por volta da meia noite, horário de Brasília (DF). A companhia aérea emitiu uma nota:

A aeronave GOL G3 1157, que decolou de Campo Grande com destino ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, nesta sexta-feira (19), precisou retornar para a capital, para manutenção corretiva. Após pouso sem intercorrências, os passageiros receberam todo o suporte necessário e seguiram viagem tranquilamente em outra aeronave da Companhia. O voo tem novo pouso previsto para às 00h04. A GOL reforça que Segurança é seu valor número 1.

A Infraero informou que o voo retornou para o aeroporto de Campo Grande, logo após a colisão com pássaros para a devida manutenção.

“Bird strike”, é como é chamada na aviação, as colisões de aviões com aves. De acordo com o Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), o Brasil registrou 2.222 ocorrências de “bird strike” de abril de 2018 e abril de 2019.

Fonte: Midiamax

« »